Quinta da Bacalhôa Tinto 2013 e Catarina 2015 conquistam Ouro


O Quinta da Bacalhôa Tinto 2013 e o Catarina 2015 conquistaram a Medalha de Ouro no Concurso Vinhos de Portugal 2016, certame organizado pela ViniPortugal. O Quinta da Bacalhôa Tinto 2013 (Cabernet Sauvignon e Merlot) mantém o seu estilo clássico, com estágio de 11 meses em barricas novas de carvalho francês Allier. Na boca as sensações de frutas encarnadas são realçadas e combinadas com taninos suaves bem presentes; tem um final fresco, algo mineral, elegante e muito complexo. O Catarina 2015 (Chardonnay, Fernão Pires e Arinto) apresenta uma cor amarela pálida, muito delicada, elegante, mineral e floral. A casta Chardonnay fermentou parcialmente e estagiou 5 meses em barricas novas de carvalho francês. Na boca estas impressões são completadas com notas de fruta amarela, como o pêssego e o ananás, combinadas com sensações subtis de madeira tostada, apresentando um final firme, muito fresco, mineral, longo e complexo. Estes vinhos, ambos produzidos pela enóloga Filipa Tomaz da Costa na Península de Setúbal não foram, contudo, os únicos premiados da Bacalhôa Vinhos de Portugal. Com a medalha de prata foram distinguidos também o JP Azeitão Rosé 2015, o Quinta do Carmo Tinto 2013, o Cova da Ursa 2015 e o Bacalhôa Moscatel Roxo 5 anos. No que diz respeito aos vinhos da Aliança Vinhos de Portugal, o Quinta dos Quatro Ventos 2013 (Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz) arrecadou a medalha de prata. Este vinho tinto produzido no Douro Superior estagia 12 meses em barricas novas de carvalho francês e carvalho russo. Apresenta cor granada muito concentrada. No nariz, tem um aroma bem presente a frutos maduros com notas tostadas da madeira onde estagiou. No paladar é suave, bem estruturado, muito persistente, ressaltando a harmonia entre os sabores. Mais de 145 enólogos e sommeliers e especialistas de vários mercados internacionais provaram 1350 vinhos nacionais de 383 produtores inscritos no concurso.